OUTROS DESTAQUES
VOD
Amazon abre serviço de VOD para 200 países
quarta-feira, 14 de dezembro de 2016 , 14h52

Repetindo o movimento feito pela Netflix em janeiro, a Amazon anunciou que seu serviço de SVOD, o Amazon Prime Video, está disponível a partir de hoje em mais de 200 países. Também como a Netflix, o serviço não está disponível na China.

Aguardado pelo mercado há meses, o movimento da Amazon deve chacoalhar o mercado de VOD. Embora tenha entrado depois da Netflix neste business, a gigante americana tem um fôlego muito maior para investir.

Para efeito de comparação, a Netflix investe o dobro da Amazon em produções originais, e tem cerca de 2,5 vezes mais conteúdos em catálogo. Mas o faturamento da Amazon é mais de quinze vezes superior ao da concorrente, e seu negócio principal, o e-commerce, pode bancar um investimento no segmento de conteúdo por muitos anos.

Para o detentor de conteúdos a notícia parece boa à primeira vista, mas segundo apurou TELA VIVA, a Amazon pretende adotar um modelo de licenciamento diferente do da concorrente. A empresa trabalharia de forma similar aos serviços de música como Spotify, por revenue share. Ou seja, não pagaria pelo licenciamento das obras, mas remuneraria o produtor proporcionalmente ao volume de acessos de seu conteúdo, o que pode resultar, no fim das contas, em valores muito pequenos, especialmente para conteúdos de nicho, e até a Amazon ter um volume mais significativo de assinantes.

Se a informação se confirmar, pode ocorrer um processo de "comoditização" dos conteúdos. Assim, para filmes ou séries que já fizeram sua trajetória no cinema, VOD transacional, TV paga e outras janelas, a Amazon poderia gerar alguma receita adicional, mas não teria importância real como janela e na geração de receitas.

O serviço custará ao consumidor um valor inicial de US$ 2,99 ao mês, com consumo ilimitado dos conteúdos. Após o período promocional de seis meses, o valor será de US$ 5,99, ou cerca de R$ 20 pelo câmbio de hoje. Pra comparação, o plano básico da Netflix (que permite um único usuário) sai hoje por R$ 19,90, e o plano com até quatro telas simultâneas custa R$ 29,90.

Da mesma forma que nos outros VODs disponíveis, os vídeos da Amazon pode ser visto em smartphones e tablets iOS e Android, através do app, em smarTVs da LG e da Samsung e em TVs comuns através de dispositivos de conexão como o Amazon Fire. Os filmes também podem ser baixados para consumo offline.

O destaque do serviço são as produções originais, como "The Grand Tour", "The Man in the High Castle", "Transparent", "Mozart in the Jungle" e a série feita por Woody Allen exclusivamente para a plataforma, "Crisis in Six Scenes", entre outros. Conteúdos brasileiros ainda são raros.

 

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top