OUTROS DESTAQUES
Mobile World Congress
Cisco vê forte crescimento em dados móveis até 2014
segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010 , 22h26 | POR SAMUEL POSSEBON, DE BARCELONA

Durante o evento anual da indústria de telefonia móvel Mobile World Congress, que acontece esta semana em Barcelona, é comum a divulgação de projeções sobre o mercado de telefonia celular. O fato novo são os números cada vez mais impressionantes em relação às expectativas de tráfego de dados. No último levantamento da Cisco feito pelo painel Visual Networking Index (VNI) Global Mobile Data Forecast para 2014, anunciado nesta segunda, 15, os dados não são menos expressivos. A empresa projeta que o tráfego de dados chegará a 3,6 exabytes ao mês e 40 exabytes ao ano até 2014. O número é 39% maior que o registrado em 2009, com taxa de crescimento média de 108% ao ano. O maior impulsionador devem ser os serviços de vídeo em redes móveis, que devem representar 66% do tráfego até 2014. O tráfego machine-to-machine segue na mesma linha de crescimento e terá forte impacto sobre as redes. O tráfego de dados móveis, segundo o levantamento da Cisco, cresce 2,4 vezes mais rápido que o fixo, e os modems USB e smartphones devem representar nada menos do que 90% do tráfego de dados móveis do mundo em 2014, com 400 milhões de pessoas que só terão acesso à Internet por redes móveis. As estimativas de crescimento do tráfego de dados por ano pontam para uma maior intensidade no Oriente Médio, com 133%, seguido da região Ásia-Pacífico (119% ao ano), América do Norte (117% ao ano) e América Latina (111% ao ano). Já a União Internacional de Telecomunicações projeta que este ano o mercado chegará ao primeiro bilhão de usuários conectados à Internet por redes móveis.
Mercado
A Cisco aposta que algumas aplicações deverão se tornar mais comuns nos próximos anos com o crescimento das redes de banda larga em geral, e das redes móveis em particular. Os serviços de Unified Communications são uma das grandes apostas da empresa, que projeta um grande aumento da demanda no momento em que as mesmas plataformas forem capazes de executar serviços unificados de mensagem, voz, dados e vídeos. Outra aposta da Cisco são os serviços de videoconferência residenciais, que devem integrar set-top boxes com redes de banda larga domésticas para comunicação interpessoal.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top