OUTROS DESTAQUES
Para fundos, saber que governo não intervirá nas brigas é positivo
quarta-feira, 15 de maio de 2002 , 21h48 | POR REDAÇÃO

Embora não tenham se encontrado com FHC, como pretendiam, os presidentes dos fundos de pensão Previ, Petros, Funcef e Telos saíram satisfeitos com a reunião mantida nesta terça-feira, 14, com o ministro-chefe da Casa Civil Pedro Parente. Isso porque ouviram de seu interlocutor justamente o que queriam ouvir: que o governo não vai interferir nas disputas jurídicas entre as fundações e o Opportunity nas diferentes participações conjuntas mantidas em várias empresas, com destaque para as operadoras Brasil Telecom, Telemig Celular e Amazônia Celular. "A última coisa que queremos é a influência do governo", comentou fonte ligada aos fundos. Os presidentes das fundações solicitaram encontro com FHC para rebater as críticas dirigidas a elas, que tinham sido levadas ao presidente por Daniel Dantas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top