OUTROS DESTAQUES
SMP
Regras de qualidade também serão flexibilizadas
segunda-feira, 15 de julho de 2002 , 15h52 | POR REDAÇÃO

As empresas celulares e as empresas de SMP foram muito críticas em relação às metas estabelecidas no Plano Geral de Metas de Qualidade do SMP, em sua primeira versão. Rendendo-se a princípios matemáticos, conforme explicou o conselheiro José Leite, a Anatel flexibilizou nas novas regras do Serviço Móvel Pessoal alguns indicadores em que se exigia um atendimento de 100% das ocorrências. No caso da meta de atendimento pelas telefonistas das ligações para o call center, 100% das chamadas deveriam ser atendidas em até 30 segundos. A agência ampliou o prazo para até um minuto. Em até cinco dias, todas (ou seja, 100%) as solicitações, reclamações e correspondências devem ser respondidas. A Anatel mudou o percentual para 95%, explicando que é impossível garantir um atendimento de 100%.
As regras estabelecem novos prazos a serem cumpridos pelas empresas que migrarem para o SMP. Até o dia 31 de dezembro de 2002, as prestadoras que migraram para o novo serviço têm que estar prontas para cumprir as metas do Plano Geral de Metas de Qualidade e; os planos de serviço da operadora terão que ser adequados ao novo serviço. Até 31 de janeiro de 2003, as operadoras que migrarem terão que começar a oferecer o escolha do código de seleção de prestadora (CSP) para as ligações de longa distância. Até 31 de dezembro de 2003 é o prazo para conectar as plataformas das operadoras do serviço móvel com as plataformas das empresas de telefonia fixa para que esta possa descontar diretamente os valores da chamada de longa distância dos créditos do cliente pré-pago, e é o prazo para que os cliente pré-pagos possam receber chamadas a cobrar.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top