OUTROS DESTAQUES
O mistério da Telecom Italia
quarta-feira, 15 de dezembro de 1999 , 22h43 | POR REDAÇÃO

Por que a Telecom Italia estaria se opondo à transposição de um beneficio fiscal de mais de R$ 1 bilhão da Solpart para a Tele Centro Sul, em um processo de reestruturação? Vale observar que, sem isso, a Solpart – formada pela Telecom Italia (38%), Opportunity e fundos de pensão (11%) e Timepart (fundos de investimento com 51%) – não teria como se valer do benefício, já que não tem tanto imposto de renda a pagar. Na Tele Centro Sul, uma fonte responsável diz que o assunto não chegou à direção executiva da holding, mas que não vê nada de negativo na transposição do benefício fiscal da Solpart para a TCS. "O benefício fiscal beneficia acionistas e a empresa, e a incorporação das operadoras permite reduzir custos tributários nos fluxos de recursos internos". Na Telecom Italia, as tentativas de ouvir o diretor-presidente Carmelo Furci e seu assessor Vittorio Manzilli foram inúteis. Enquanto isso, no mercado, uma fonte muito bem situada interpreta que a posição dos italianos, na verdade, refletiria sua prudência, para evitar surpresas futuras na partição do capital. Ou seja: haveria pouca confiança da Olivetti, controladora da Telecom Italia, em relação a uma parte de seus sócios brasileiros. É uma das teses correntes.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top