OUTROS DESTAQUES
Eleições
PT defende tarifas diferenciadas para mais pobres
quarta-feira, 16 de outubro de 2002 , 17h05 | POR REDAÇÃO

O Partido dos Trabalhadores (PT) defende que seja feita uma reestruturação da política tarifária dos serviços de telefonia e que sejam criadas tarifas mais baixas para as classes menos favorecidas. ?Não se pode tratar igualmente os desiguais?, justifica o deputado federal Jorge Bittar, um dos coordenadores do programa de governo de Lula.
No entender de Bittar, ainda há muito a fazer na busca pela universalização dos serviços de telecomunicações. ?A densidade de telefones no Rio de Janeiro pode já ser grande, mas ao lado, em Nova Iguaçu, por exemplo, ainda é muito pequena?, comentou. Na sua opinião, a cobrança de tarifas diferenciadas por classes sociais ajudaria a expandir os serviços, reduzir a inadimplência e dar uso às milhões de linhas ociosas existentes hoje nas plantas das concessionárias locais. Bittar ressalta que quaisquer medidas a serem tomadas em um possível governo petista levarão em conta a saúde financeira das empresas do setor.

Impostos

Bittar defende também a redução dos impostos que incidem sobre o setor de telecomunicações. Atualmente, cerca de 40% do valor das tarifas telefônicas cobradas ao consumidor se deve a tributos. O deputado é a favor de uma reforma tributária que reduza para cerca de 25% essa participação dos impostos na composição das tarifas de telefonia.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top