OUTROS DESTAQUES
Competição
CTBC avalia propostas de acordos para longa distância internacional
terça-feira, 18 de junho de 2002 , 16h27 | POR LUIZ MOURA

A CTBC, que já opera ligações de longa distância nacional e internacional há duas semanas, está avaliando propostas para acordos de interconexão para chamadas internacionais com operadoras de fora do País. Como explica Lourival Teixeira, diretor de novos negócios e interconexão da CTBC, as chamadas internacionais, por enquanto, são feitas por meio da Telefônica, Intelig e Embratel, empresas com as quais a companhia mineira já mantinha acordos de interconexão antes de obter as novas licenças. Nesta primeira fase, a operação não visa lucro, e sim proporcionar experiência para a operadora. "O tráfego de ligações internacionais ainda é pequeno, pois nem começamos a divulgar o 12 (CSP da CTBC) na mídia ainda", diz Teixeira. O executivo afirma que tão logo consiga volume de tráfego suficiente, pretende selar o acordo definitivo com alguma carrier internacional para a operação. Para tanto, a empresa manteve contato com cerca de 10 empresas interessadas, entre as quais a WorldCom e a Sprint, além de operadoras de voz sobre IP. O grupo CTBC, segundo ele, é atraente para acordos deste tipo por possibilitar a terminação de ligações do exterior em importantes cidades brasileiras, ao longo de uma rede de 8,5 mil km. Como em acordos de longa distância internacional no País a relação de ligações terminadas é de quatro minutos para cada um de ligação originada, a empresa tem condições de realizar um acordo compensador, diz Teixeira. A CTBC ainda não avaliou os resultados de sua entrada na longa distância. Também está estudando quais serão as novas áreas onde pretende atuar com suas recém-adquiridas licenças de STFC.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top