OUTROS DESTAQUES
Posição brasileira é de espera
sexta-feira, 19 de maio de 2000 , 20h52 | POR REDAÇÃO

A Anatel, segundo seu presidente, Renato Guerreiro, está apenas acompanhando as informações veiculadas pela imprensa sobre a (não) fusão entre Sprint e MCI e mantendo conversas informais com as empresas. Por enquanto, a decisão de exigir o afastamento da Sprint do bloco de controle da Intelig e o depósito das ações no fundo fideicomisso está mantida. No caso entre TCO e BellSouth, a Anatel também acompanha os movimentos, mas a princípio não deve haver problemas para a eventual entrada da operadora norte-americana. Primeiro, porque a BellSouth não está adquirindo o controle e depois porque as duas empresas não atuam em áreas de operação conflitante. A Anatel não pretende atrapalhar nenhuma negociação que esteja havendo, mas lembra que a regulamentação deverá ser respeitada.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top