OUTROS DESTAQUES
Brasil: novas chances de negócios para satélites
quinta-feira, 19 de julho de 2001 , 19h47 | POR REDAÇÃO

Segundo o executivo da Intelsat, a entrada em operação de novas companhias de telefonia celular e a abertura do mercado em 2002 para as operadoras fixas que tiverem antecipado suas metas deverão aumentar a procura por capacidade em satélites. "A Telemar já é nossa cliente e temos boas chances alugar mais transponders para ela em 2002. Vamos tentar vender para a TIM também", disse Levcovitz. No ano passado, a Intelsat faturou US$ 40 milhões no Brasil. A cifra representa 3,6% de sua receita mundial, que foi de US$ 1,1 bilhão em 2000.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top