OUTROS DESTAQUES
Pré-pago
Intelig e Vésper ainda não chegaram a acordo sobre cobrança
segunda-feira, 19 de agosto de 2002 , 18h41 | POR FERNANDO PAIVA

A Intelig encaminhará nesta terça, 20, à Anatel, uma carta relatando as dificuldades enfrentadas para chegar a um acordo com a Vésper para o débito das ligações de longa distância sobre os créditos dos usuários de planos pré-pagos da espelho local. A agência reguladora havia estabelecido que as duas operadoras deveriam chegar a um acordo até a sexta passada, dia 16. A Vésper, por sua vez, informa que as negociações ainda estão em curso.
Desde o começo de junho, os clientes pré-pagos da Vésper estão impossibilitados de realizar ligações de longa distância usando o código da Intelig, por conta do desentendimento quanto à bilhetagem do serviço.
O problema, segundo o diretor de assuntos regulatórios da Intelig, Alain Rivière, é que a Vésper ainda não apresentou uma planilha detalhada dos custos operacionais necessários para permitir a cobrança diretamente nos cartões pré-pagos. ?A Intelig será responsável pelo pagamento desses custos operacionias, mas precisamos saber exatamente quais são?, explicou o diretor.

Bloqueio

Até junho, a Intelig estava enviando faturas separadas para os clientes pré-pagos da Vésper, mas no começo daquele mês decidiu bloquear o serviço. O caso foi encaminhado à Anatel, que, em 24 de julho, decidiu que era um direito do usuário de plano pré-pago de STFC ter os custos de chamadas interurbanas debitados dos créditos, da mesma forma como é feito no serviços móveis pré-pagos. Na ocasião foi estabelecido também o prazo até a última sexta para que a Vésper e Intelig chegassem a um acordo. Em sua decisão, a agência deixou claro que a operadora local não pode cobrar da empresa de longa distância mais do que os custos operacionais relacionados com a implementação da cobrança direta nos cartões.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top