OUTROS DESTAQUES
Indústria
Fabricante de DWDM poderá reduzir em até 40% custo final dos produtos
quinta-feira, 19 de setembro de 2002 , 17h18 | POR REDAÇÃO

A empresa Produtos de Alto Desafio Tecnológico de Campinas (Padtec), uma spin off do CPqD e única fabricante brasileira de multiplexadores DWDM, obteve do governo o processo produtivo básico (PPB), que lhe dá direito a uma série de benefícios fiscais como a redução do IPI (que cai de 15% para 1,5%) e ICMS (no Estado de São Paulo, cai de 18% para 7%) e lhe permitirá reduzir em até 40% o custo final de suas soluções. A Padtec concorre com grandes fabricantes internacionais como a Siemens e a Alcatel, que não usufruem do PPB porque não fabricam no País. Sobre os equipamentos dessas empresas incide ainda o Imposto de Importação. O presidente da Padtec, José Henrique de Oliveira, não revela o market share da empresa, que foi criada em 1999 e começou a produzir há cerca de um ano. Contudo, diz que espera obter faturamento de R$ 30 milhões até o final deste ano. A Padtec foi criada pelo CPqD com um investimento de R$ 2,2 milhões e o núcleo principal de desenvolvimento da empresa é formado por funcionários vindos do próprio CPqD, diz Oliveira.

BNDES

Ao mesmo tempo que obteve o PPB, a Padtec assegurou junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) o financiamento integral de suas vendas. O banco concederá até dois anos de carência e até cinco anos para a amortização da dívida para as empresas que comprarem soluções da Padtec. A empresa usufrui ainda da Lei de Informática para o desenvolvimento de novos produtos. A contrapartida, exigida pela lei, é a aplicação de 5% do faturamento em pesquisa e desenvolvimento. Em julho deste ano, o Fundo de Investimentos Pactual Internet tornou-se acionista da Padtec ao adquirir 22,5% de suas ações.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top