OUTROS DESTAQUES
Mercado
Brasil deverá responder por 40% do crescimento da Impsat
quarta-feira, 20 de julho de 2005 , 15h23 | POR IVONE SANTANA

O Brasil deverá ser responsável por 40% do crescimento total do grupo Impsat projetado para este ano. Isto porque a empresa tem 60% de market share de dados, internet e data center na Argentina; participação equivalente no Equador e Venezuela; e até 65% em outros países. No Brasil, entretanto, são apenas 3%, no máximo, o que permite uma ampla margem para crescimento, na opinião do porta-voz e vice-presidente de vendas e serviços para a empresa no País, Marcos Malfatti. No ano passado, a unidade brasileira firmou US$ 1,5 milhão em contratos novos, superando as demais unidades do grupo. O faturamento, de US$ 33,4 milhões, foi 10% maior que em 2003. Para este ano, a projeção é de um crescimento de 44%, para US$ 48 milhões.
As líderes em faturamento do grupo são Argentina e Colômbia. "Mas logo eu ultrapasso as duas", promete Malfatti."Meu desafio é ultrapassar US$ 50 milhões em 2006. Quem sabe antecipo a meta e coloco a Impsat Brasil em 1o lugar já em 2005?" Do investimento de quase US$ 33 milhões planejados pela corporação para este ano, 35% (US$ 11 milhões) são destinados ao Brasil, para compra de equipamentos e infra-estrutura, entre outros ativos. O faturamento total da empresa em 2004 foi de US$ 227 milhões, e para 2005 a previsão é de crescer 16%, para US$ 265 milhões.
A margem Ebitda do grupo está estimada em quase 30% para este ano ante 18% em 2004. No Brasil, poderá passar de 19% para 23% no período.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top