OUTROS DESTAQUES
Se ganhar nova licença, a BrT só terá de antecipar metas em seis meses
quinta-feira, 21 de fevereiro de 2002 , 20h24 | POR REDAÇÃO

O superintendente de serviços privados da Anatel, Jarbas Valente, assinala que a BrT não tem como entrar controladora em operações de SMP enquanto não cumprir com suas metas de 2003. Mas isso, segundo ele, na prática, não deverá ser um grande problema. Ele explica: os contratos para as autorizações de SMP devem ser assinados, na melhor das hipóteses, em maio. Para entrar em operação, é necessário pelo menos um ano de planejamento e instalação de rede. Com isso, só estariam faltando pouco mais de seis meses para o final de 2003. Como a TIM (ligada à Telecom Italia, sócia da BrT) não pode controlar duas operadoras do mesmo serviço na mesma área, a BrT só poderá entrar na concorrência com um outro sócio.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top