OUTROS DESTAQUES
Aquisições
Vodafone se opõe à OPA da Sonae pela PT
terça-feira, 21 de março de 2006 , 16h01 | POR REDAÇÃO

Em um documento oficial encaminhado à Autoridade da Concorrência de Portugal, órgão que analisa a oferta (OPA) da Sonaecom pelos ativos da Portugal Telecom (PT), a Vodafone defende que o negócio de ? 16,3 bilhões (incluindo a dívida líquida da PT) não deve ser autorizado, nos moldes em que é proposto, e que deve ser dado início a uma investigação aprofundada da negociação.
De acordo com o comunicado da Vodafone Portugal, a OPA ?poderá criar ou reforçar uma posição dominante da qual poderão resultar entraves significativos à concorrência no mercado de comunicações móveis?.
A operadora enfatiza que ?os eventuais ?ganhos? para os consumidores dos serviços de comunicações fixos resultantes da OPA não podem ser obtidos à custa de prejuízos decorrentes da distorção das condições de concorrência no mercado das comunicações móveis? e que essas vantagens aconteceriam apenas com a separação das redes fixas, e não com a concentração do mercado móvel.
Ainda segundo a Vodafone Portugal, o negócio poderia gerar uma empresa com posição privilegiada no segmento de varejo, ameaçando o acesso aos canais de distribuição, e com forte poder de negociação junto a fornecedores e parceiros, colocando em risco a concorrência equilibrada do mercado.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top