OUTROS DESTAQUES
Motorola diz que fabricação local depende de escala
quarta-feira, 21 de junho de 2000 , 22h35 | POR REDAÇÃO

Guilhermo Davies, diretor vice-presidente de relações governamentais para a América Latina da Motorola, disse ao TELETIME News que a decisão da Anatel pela faixa de freqüência 1,8 GHz não muda as estratégias da empresa, pois também fabrica produtos GSM. Mesmo trabalhando nas instalações da Motorola, na Flórida, Davies soube da escolha da faixa quase simultaneamente ao Brasil. Afirmou que a preferência da Motorola por 1,9 GHz se deve ao fato de que haveria maior facilidade para fazer roaming com o Mercosul e também por conta das plataformas CDMA e TDMA, utilizadas pelas celulares atualmente. Isso, contudo, diz o vice-presidente, não significa que a Motorola não está no jogo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top