OUTROS DESTAQUES
Competição
Presidente da Claro afirma que a Vivo conduz a guerra de preços
quinta-feira, 21 de julho de 2005 , 16h46 | POR REDAÇÃO

O presidente da Claro, Luis Cosío, afirmou nesta quinta-feira, 21, em seu primeiro encontro com a imprensa, que a guerra de preços entre as operadoras móveis na última data comemorativa (Dia dos Namorados), foi conduzida pela Vivo, e não pela Claro ou pela TIM. "No trimestre que passou, não foram os italianos (TIM) ou os mexicanos (Claro) que deram início aos subsídios, e sim os ibéricos (Vivo, controlada pela Portugal Telecom e pela Telefónica Móviles)", disse Cosío. "Nós não gostamos e não queremos ter uma margem Ebitda baixa, mas não podemos permitir que a concorrência tome a dianteira. Gostaríamos de estar num patamar diferente (de margem Ebitda, cuja previsão para este ano é de margem zero), mas o subsídio dos aparelhos não é a única coisa que afeta os resultados", afirmou o presidente da Claro.

Melhor rentabilidade

Para melhorar a rentabilidade, Cosío diz que uma das ações é tentar reduzir os custos e gastos (Opex) como, por exemplo, o custo com a VU-M (interconexão). O presidente da Claro acredita que este ano a venda de aparelhos deve superar a do ano passado. Em 2004, foram vendidos 19 milhões de unidades e, este ano, até o primeiro semestre, já haviam sido contabilizados 9,9 milhões de aparelhos vendidos.
Cosío disse que a expansão da base agora está nas classes C, D e E e acredita que uma das possíveis soluções para o barateamento dos telefones para essa faixa da população passa, necessariamente, pela redução dos impostos sobre o serviço de telefonia (para reduzir as tarifas) e pela diminuição de funcionalidades nos aparelhos (para reduzir o preço). "O grande crescimento virá daí", afirma.
A Claro registrou um faturamento total de R$ 5,2 bilhões no ano passado e, entre as operadoras da controladora América Móvil, é a segunda mais importante, atrás apenas TelCel, do México, que tem 30,6 milhões de assinantes. A operação mexicana na Colômbia tem 7 milhões de assinantes e na Argentina, 4,1 milhões.
Segundo Cosío, a Claro é a operadora no Brasil que tem a rede de banda larga móvel (em GPRS/EDGE) mais abrangente, com cobertura em 1.052 cidades.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top