OUTROS DESTAQUES
Competição
Net optou pelo Packet Cable pela confiabilidade
quarta-feira, 22 de março de 2006 , 12h09 | POR REDAÇÃO

Diferentemente do publicado na terça, 21, por este noticiário, a plataforma do serviço de telefonia fixa da Net Serviços com a Embratel é o Packet Cable, e não o Packet Cable Multimedia.
A informação pode parecer surpreendente, já que, em tese, a tecnologia Packet Cable Multimidia, desenvolvida pelo CableLabs, agrega todos os benefícios do modelo de telefonia SIP (que vem sendo adotado por todas as operadoras de VoIP) à plataforma de telefonia Packet Cable, muito difundida nos EUA mas que apresenta algumas limitações.
Segundo fonte próxima aos detalhes técnicos da operação de telefonia que a Net e a Embratel iniciaram, o fato de se ter adotado a geração já consagrada do Packet Cable não significa a exclusão das novas tecnologias, já que há plena compatibilidade entre elas. O que acontece é que a Net e a Embratel chegaram a um modelo de negócios que privilegiou aspectos tradicionais da telefonia, e nesse sentido o Packet Cable já está consolidado, testado e é confiável. "Foi uma combinação de variáveis de custo, confiabilidade com o modelo de negócios". Isso não significa que a Net e a Embratel não poderão, no futuro, adotar uma tecnologia que permita a portabilidade do SIP, por exemplo. "Se isso se tornar um problema, não teremos dificuldades em realizar ajustes".
A questão da portabilidade será, sem dúvida, a contra-argumentação usada pelos concorrentes da Net/Embratel no serviço de voz, como a GVT, Transit, TVA entre outras. As próprias incumbents estão oferecendo soluções baseadas no modelo SIP, com a caixinha (ATA) portável e a eliminação da longa distância. "O modelo que a Net e a Embratel adotaram garante que haverá receita no final. O grande ganho para o usuário será o fim das tarifas intra-rede e a sensível redução das tarifas de longa distância sem nenhuma perda de qualidade no serviço". Alia-se a isso o pacote atraente de benefícios para assinantes dos serviços Net.
Por outro lado, a Net não criará nenhum problema ao tráfego de dados nas suas redes banda larga e que possam estar vinculados a outros serviços de VoIP. "Não faria sentido. Isso só criaria insatisfação com o cliente. A nossa operação não bloqueará nem tirará prioridade de nenhuma outra aplicação de banda larga". Segundo a fonte, a única diferença é que o Packet Cable garante a qualidade do serviço de voz. "Não há sequer priorização de dados. Há apenas garantia de qualidade. Esse é o diferencial".
A Net e a Embratel estão com estoque de equipamentos suficiente para uma demanda grande, o que não quer dizer que não haverá algum acúmulo de pedidos. "Se isso acontecer, aumentamos a nossa capacidade de instalação"

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top