OUTROS DESTAQUES
Descartada a troca do produto com operadoras ou fabricantes
quarta-feira, 22 de agosto de 2001 , 23h00 | POR REDAÇÃO

Estão sobrando na GVT os cabos de alta capacidade (300 e 200 pares de cobre), enquanto faltam os de média capacidade (50 e 100 pares de cobre). Faltam também cabos de 36 fibras. Fontes do mercado revelaram que a GVT estaria comprando cabos da Telemar, que estaria com um grande estoque excedente. Entretanto, o diretor de construção de rede da GVT, Marcelo Palma, negou. Argumentou que comprar de outra operadora não é sua primeira opção, mas sim os tradicionais fornecedores, nacionais ou estrangeiros, nesta ordem de preferência. Uma de suas tentativas foi trocar com os fabricantes os cabos que têm a mais no estoque pelos que estão faltando. Mas isto não teria sido possível porque o produto já vem com a marca da operadora impresso a cada metro. No caso de GVT e Telemar utilizarem cabos na mesma região, após a abertura de mercado, haveria confusão nas redes subterrâneas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top