OUTROS DESTAQUES
Mercado de ações
Internet reduz crescimento nos EUA
quarta-feira, 22 de outubro de 2003 , 20h21 | POR REDAÇÃO

As ações das companhias de comércio pela Internet estão dando uma significativa recuada nesta semana nas bolsas norte-americanas, após meses de fortíssima valorização. As da CNET e a Priceline, por exemplo, que tiveram valorização em torno de 200% neste ano, caíram, respectivamente, nos últimos cinco pregões, 16,5% e 14,1%. E não estiveram sozinhas, pois Yahoo, Amazon, eBay e Monster também se juntaram na queda.
Os analistas, porém, acreditam que seja apenas uma ducha de água fria para que a superbolha do setor de tecnologia não comece a inflar novamente. O banho chegou com os resultados trimestrais da Amazon divulgados nesta quarta-feira. Tratou-se de um lucro bem magro, de US$ 15,6 milhões. Foi um grande resultado face ao prejuízo de US$ 35,1 milhões do mesmo período do ano passado, mas muito pouco para o bolso dos acionistas. A Amazon assegura que, na realidade, as coisas estão indo bem melhor do que os números revelam. Os lucros poderiam ter beirado os US$ 50 milhões. De um lado, está dando certo o programa de remessa grátis de mercadorias compradas online. De outro, foi incluída nas contas um total de US$ 20,9 milhões referentes a custos de capital e outros US$ 12 milhões em perdas em moedas estrangeiras.
As vendas líquidas no período foram de US$ 1,13 bilhão contra US$ 851,3 milhões um ano antes, com variação de 33%. Para 2004, as vendas projetadas da Amazon são de US$ 6,25 bilhões.

Mesma tendência no Brasil

Depois de amargar três anos de quedas sucessivas, a única empresa brasileira negociada em bolsa totalmente Internet está seguindo o mesmo padrão das congêneres americanas.
A Ideiasnet já registra este ano uma alta de 86,6%, cotada a R$ 0,75 nesta quarta-feira.
Atualmente, a IdeiasNet tem participação em 10 empresas nos segmentos de B2B, B2C e Infra-Estrutura.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top