OUTROS DESTAQUES
Mercado
Livre e Net Fone contribuem para resultado positivo da Embratel
segunda-feira, 22 de outubro de 2007 , 19h37 | POR REDAÇÃO

O Livre e o Net Fone foram os responsáveis pelo bom resultado da Embratel na receita com serviço local, rubrica na qual a empresa obteve um crescimento de 37,1% – chegando a R$ 332,7 milhões – no terceiro trimestre deste ano ante o mesmo período do ano passado. Comparado com o segundo trimestre de 2007, em que a receita local foi de R$ 303,1 milhões houve um crescimento de 9,8%. O Livre (serviço local anteriormente prestado pela Vésper) aumentou sua base de clientes para 1,189 milhão de assinantes, registrando um aumento de 11,8 % comparado com o segundo trimestre de 2007. Já a base do Net Fone via Embratel encerrou o terceiro trimestre com 469 mil assinantes, um crescimento de 32,4% quando comparado com o segundo trimestre de 2007. No balanço divulgado nesta segunda-feira, 22, a companhia informa que as vendas de aparelhos também contribuíram para o crescimento. A Embratel é acionista da Net Serviços, ao lado do grupo Globo.
No terceiro trimestre de 2007, a receita líquida da Embratel total foi de R$ 2,182 bilhões, um aumento de 5,8% (R$ 119 milhões) comparado com o terceiro trimestre de 2006. ?O aumento das receitas foi resultado, principalmente do aumento de 37,1% (R$ 90 milhões) na receita local?, diz o balanço.
O EBITDA no terceiro trimestre foi de R$ 575 milhões, um crescimento de 21% comparado com o mesmo trimestre do ano anterior de R$ 475 milhões. A companhia exclui o impacto do registro de despesa referente ao Convênio de ICMS 72/06, no montante de R$ 515 milhões. O balanço explica que o Convênio ICM 72/06 foi um acordo celebrado através das subsidiárias Embratel e TdB com diversos Estados para por fim a disputas legais com relação ao não pagamento de ICMS sobre serviços específicos.
O lucro operacional (EBIT) no terceiro trimestre foi de R$ 294 milhões e no acumulado de R$ 901 milhões, representando um crescimento de 76,1% no trimestre e 42,2% no acumulado, quando comparados aos mesmos períodos de 2006, excluindo-se o impacto do Convênio ICMS 72/06. O lucro líquido foi de R$ 118 milhões no terceiro trimestre e R$ 749 milhões no acumulado de 2007.
Os serviços de longa distância apresentaram crescimento de 3,9% (R$ 43 milhões) no período. No terceiro trimestre de 2007, o tráfego de longa distância nacional totalizou 3,479 bilhões de minutos, uma redução de 3,6 % comparada com o terceiro trimestre de 2006.
A receita de longa distância nacional foi de R$ 1,030 bilhão, uma diminuição de 1,5 % (R$15 milhões) comparada com o terceiro trimestre de 2006. A queda no tráfego com operadoras foi o principal motivo desse decréscimo. Comparado com o segundo trimestre de 2007, a receita de longa distância nacional apresentou um acréscimo de 3,8% (R$ 37 milhões), principalmente pelo impacto das chamadas de origem móvel. A receita de comunicação de dados no terceiro trimestre foi de R$ 567 milhões, uma redução de 0,8 % (R$ 4 milhões) comparada ao mesmo trimestre do ano anterior.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top