OUTROS DESTAQUES
Serviços móveis
HSPA poderá competir com ADSL, aposta Ericsson
terça-feira, 23 de outubro de 2007 , 18h49 | POR FERNANDO PAIVA

As operadoras brasileiras que vencerem o leilão de freqüências de 3G provavelmente implantarão uma rede WCDMA já equipada com HSPA (high speed packet access), que, em sua versão dedicada ao downlink (HSDPA) permite alcançar a velocidade de até 14,4 Mbps em downloads. Dependendo do preço cobrado pelos serviços de acesso à internet, as operadoras poderão usar essa tecnologia para competir diretamente com o ADSL. Essa é a expectativa de alguns especialistas, como Margarete Iramina, diretora da Ericsson no Brasil. ?O HSPA está sendo utilizado em outros países como alternativa ao DSL, pois em várias cidades é inviável levar infra-estrutura cabeada?, explicou a executiva. Ela citou o caso da operadora australiana Telstra, que montou rapidamente uma cobertura nacional HSPA cobrindo 98% da população em 2006. O detalhe importante é que a Telstra também é uma operadora de telefonia fixa e oferece DSL. Ou seja, o HSPA veio para complementar sua oferta de banda larga.
Outro exemplo interessante é o da operadora 3 na Suécia. A empresa vende acesso ilimitado à internet através de sua rede HSPA por uma tarifa plana mensal. Depois de baixar essa assinatura de 64 para 21 euros, a operadora começou a roubar clientes de ADSL das operadoras fixas sem deixar de ser lucrativa. ?O preço é determinante para o sucesso. A precificação precisa ser simples para evitar surpresas para o consumidor. A tarifa plana é o modelo mais bem sucedido?, disse Margarete, que participou nesta terça-feira, 23, do seminário HSPA Latin America, realizado no Rio de Janeiro.
Existem hoje 135 redes HSDPA funcionando comercialmente no mundo e 10 de HSUPA (versão que melhora também as velocidades de upload). Estima-se que em 2011 haverá mais de 600 milhões de usuários de HSPA no mundo. Além de handsets, já há muitos modelos de laptops que saem de fábrica com um SIMcard embutido para uso da tecnologia.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top