OUTROS DESTAQUES
Aquisições
Navini prepara estrutura para a banda larga móvel no Brasil
terça-feira, 23 de outubro de 2007 , 20h29 | POR IVONE SANTANA

Ao adquirir a Navini Networks, a Cisco inclui em seu portfolio uma empresa que nasceu em 2000 em Richardson, no Texas, voltada para broadband pessoal, com escritórios em vários países, inclusive no Brasil, e um leque crescente de clientes. Entre os acionistas da Navini estão a Intel Capital e empresas de venture capital. Sua organização total é composta por 200 funcionários, mas a operação ainda estava sendo estruturada no Brasil, com apenas uma diretora geral, Milani Trannin, responsável também pela empresa em toda a América do Sul. A aquisição deve ser concluída no segundo trimestre de 2008 e, nesse meio tempo, a Cisco planeja integrar os negócios da Navini à sua unidade wireless, embaixo dos negócios Ethernet e Wireless Techonology Group.
Enquanto a Cisco encontra-se em meio ao escândalo pela prisão de seus principais executivos no Brasil, acusados de fraude fiscal, a Navini está na fase de migração de seus clientes da plataforma CDMA para sua solução de WiMAX 16e (OFDMA), via software. OFDM/OFDMA é a tecnologia subjacente da interface aérea FLO, da Qualcomm, a base da rede MediaFLO que a empresa está implantando nos EUA e é usada em combinação com CDMA para CDMA2000 1xEVDO Platinum Multicast.
A Navini lançou seu primeiro produto pessoal em 2003. Hoje, a operadora australiana Unwired é a maior cliente, com 70 mil usuários, que estão sendo transferidos para a nova plataforma de WiMAX. No Brasil, os principais clientes são Computech e Maxiweb na banda não licenciada, em 2,4 GHz, a mesma usada para Wi-Fi. É a banda larga pessoal em cima de CDMA. A empresa começou a atuar no mercado brasileiro há um ano, de olho no potencial de clientes para banda larga móvel.
Parceiros da Navini destacam que o upgrade de CDMA para WiMAX via software é uma solução que preserva o investimento realizado e tem agradado aos clientes. Além disto, com uma antena pessoal e por meio de um cartão, o usuário tem acesso em banda larga a partir de qualquer lugar. A solução da empresa é voltada para MMDS ou 3,5 GHz, mas também há produtos para 2,3 GHz e 2,4 GHz.
A solução de WiMAX móvel da Navini já está em uso comercial pela Liberty, provedora de tecnologia de internet no Panamá. Mundialmente, são 70 clientes.
Procuradas por este noticiário, a Navini e a Cisco não se pronunciaram sobre a aquisição até o fechamento da edição.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top