OUTROS DESTAQUES
Mercado
Sky diz que cresce mais de 12% em 2007
terça-feira, 23 de outubro de 2007 , 17h08 | POR SAMUEL POSSEBON

O presidente da Sky no Brasil, Luiz Eduardo Baptista (Bap), comemora o crescimento da operadora no ano. "Nunca crescemos tanto e nunca tivemos um churn tão baixo, ainda mais se considerarmos que estamos vendendo 'só' TV por assinatura", diz o executivo, ironizando o fato de os operadores de cabo venderem pacotes combinados de TV com banda larga e voz. Bap diz que chega ao final do ano com um crescimento acima de 12% e uma base de 1,63 milhão de clientes, o que coloca a Sky como a segunda maior operadora de TV paga do Brasil. A Sky não tem produto de banda larga para oferecer a seus assinantes, mas têm feito um esforço combinado de vendas com a Brasil Telecom e com a Telemar. "É uma parceria que tem dado resultados muito bons", diz Bap, sem revelar percentuais. A receita média por usuário da Sky está na casa dos R$ 150, diz o executivo. Ele diz que não tem sentido nenhuma influência da atuação da Telefônica em suas vendas até o momento. "O mercado pode estar muito bom para todos ou eles podem estar com as vendas fracas. Não posso dizer qual das duas opções se aplica nesse caso".

Sem entender a Anatel

Luiz Eduardo Baptista se mostra surpreso com a decisão da Anatel de reverter uma decisão já tomada e que impedia a Telemar de adquirir a WayTV. A Sky, ao lado da Net, sempre teve uma postura crítica em relação à entrada das teles no mercado de TV paga. "O que me surpreende é que a Anatel tenha revisto uma decisão sem que surgissem fatos novos de lá para cá". Para o presidente da Sky, a Anatel está tomando decisões sem olhar a questão concorrencial, que também está entre suas atribuições. "Ao fazer isso, ela deixa de olhar o impacto de suas decisões no mercado, e o problema sobra para o Cade".

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top