OUTROS DESTAQUES
Mercado
GVT tem até 13 de março para atender CVM
quarta-feira, 24 de janeiro de 2007 , 17h35 | POR FERNANDO PAIVA

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) encaminhou nesta quarta-feira, 24, documento à GVT com uma lista de 21 exigências que a empresa precisa cumprir em sua proposta de abertura de capital. Em sua maioria são exigências simples, como modificação do texto e acréscimo de informações na proposta original e envio de documentos que estão faltando. A companhia tem até o dia 13 de março para atender aos pedidos da CVM, mas fontes do mercado acreditam que a GVT cumprirá o exigido antes disso. Vale lembrar, porém, que em dezembro a companhia perdeu um prazo estabelecido pela CVM e teve que recomeçar o processo de abertura de capital no fim do ano passado, conforme noticiado por TELETIME News na época.

Histórico

O primeiro pedido da GVT para abertura de capital aconteceu em abril de 2006. A GVT pretende entrar no chamado "Novo Mercado" da Bovespa. Todas as ações terão direito a voto e tag along. A companhia se compromete a distribuir um dividendo mínimo equivalente a 25% do seu lucro líquido – resguardados os termos do artigo 202 da lei 6.404/76.
Serão emitidas 52 milhões de ações ordinárias. O preço das ações será definido após a conclusão do processo de coleta de intenções e de book building realizado pelo Credit Suisse, coordenador líder contratado pela GVT para a oferta. No Brasil, as ações serão oferecidas tanto para o varejo quanto para investidores institucionais. Nos EUA, o Credit Suisse irá procurar investidores institucionais qualificados.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top