OUTROS DESTAQUES
Balanço
TIM registra lucro de R$ 231,6 milhões em 2009
quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 , 10h03 | POR REDAÇÃO

O ano de 2009 foi de recuperação para a TIM. Seu Ebitda e lucro líquido cresceram em relação a 2008 e a empresa bateu seu recorde histórico de margem Ebitda no quarto trimestre. A operadora registrou em 2009 lucro líquido de R$ 231,6 milhões, o que representa um aumento de 28,6% em relação a 2008. No quarto trimestre, o lucro líquido da companhia foi de R$ 330 milhões, 14% menor que no mesmo período do ano anterior, devido a um maior uso de crédito fiscal.
A receita bruta anual da TIM caiu 1,3% entre 2008 e 2009, passando para R$ 18,08 bilhões. No quarto trimestre, o faturamento da operadora foi de R$ 4,73 bilhões, 3,7% a menos que no mesmo período do ano anterior. Na comparação entre 2008 e 2009, as receitas da operadora em quase todos os serviços registraram ligeiras quedas, com destaque para uma redução de 9,3% na receita de interconexão, que caiu de R$ 4,46 bilhões para R$ 4,05 bilhões, em razão do aumento de promoções de tráfego intra-rede no mercado brasileiro, reduzindo o volume de chamadas entrantes. Na receita de produtos, a estratégia da TIM de reforçar as vendas de simcards avulsos teve reflexo no quarto trimestre, quando o faturamento da operadora com aparelhos caiu 39,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, baixando para R$ 322,5 milhões. A exceção positiva foi a receita de serviços de valor adicionado, na qual está incluída a banda larga móvel, que registrou aumento de 19,2% entre 2008 e 2009, alcançando R$ 1,98 bilhão.
A receita líquida da TIM em 2009 foi de R$ 13,06 bilhões, praticamente estável em relação a 2008, quando foram registrados R$ 13,15 bilhões. O Ebitda em 2009 cresceu 5,6%, atingindo R$ 3,06 bilhões. A margem Ebitda no ano foi de 23,5%, 1,4 ponto percentual superior a 2008. No quarto trimestre, a operadora bateu seu recorde histórico com Ebitda de R$ 959 milhões e margem de 28,2%.
Nos custos, merece destaque a redução de 43,6% de 2008 para 2009 nas provisões para devedores duvidosos, que baixaram para R$ 422 milhões. Segundo a companhia, esse resultado reflete uma melhoria no processo de concessão de crédito e cobrança.
Base
A TIM encerrou 2009 com uma base de 41,1 milhões de clientes, o que representa um crescimento de 12,9% em um ano, com adições líquidas de 4,7 milhões de linhas. Seu market share em dezembro era de 23,6%. De seu total de assinantes em dezembro, 34,7 milhões eram pré-pagos e 6,5 milhões, pós-pagos. A operadora foi rigorosa em sua política de desconexão de usuários inativos: foi feita uma limpeza na base pré-paga em dezembro, com 500 mil linhas sendo desligadas. Para compensar, no quarto trimestre a TIM bateu seu recorde histórico de adições brutas: 6 milhões de linhas.
A receita média por usuário (ARPU) no quarto trimestre foi de R$ 27. Isso representa uma queda de 10,5% frente ao mesmo período de 2008. Uma das razões, segundo a operadora, seria um menor mix de pós-pagos.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top