OUTROS DESTAQUES
Estratégia
Hong Kong quer atrair empresas brasileiras
segunda-feira, 24 de abril de 2006 , 17h10 | POR FERNANDO PAIVA

O governo de Hong Kong está interessado em atrair empresas brasileiras de diversas áreas, inclusive telecomunicações, para se instalarem na cidade. O diretor geral da Invest Hong Kong, uma divisão governamental dedicada à tarefa de atrair investidores para a cidade chinesa, John Rutherford, está no Brasil esta semana para encontros com executivos brasileiros.
Segundo Rutherford, montar um escritório em Hong Kong pode ser interessante para empresas brasileiras que compram muitos componentes eletrônicos de fabricantes chineses. Hong Kong está a apenas 30 minutos de Shenzhen, cidade onde estão instaladas a ZTE e a Huawei, por exemplo. ?É importante estar próximo de seus fornecedores, para estreitar as relações e melhorar as negociações?, argumenta.
Além disso, a cidade pode servir como porta de entrada para o mercado chinês. ?Entrar na China através de Hong Kong é menos arriscado?, afirma Rutherford, lembrando que Hong Kong tem moeda própria, segue as leis do comércio internacional e tem uma legislação severa de proteção à propriedade intelectual ? o que muitas vezes não acontece no resto da China.

Celular

Na opinião de Rutherford, Hong Kong pode atrair especialmente empresas da área de valor adicionado em telefonia celular. A cidade tem quatro operadoras 3G e seis MVNOs (Mobile Virtual Network Operators) e todas estão investindo pesado em serviços de valor agregado (SVA). Por menores que sejam as companhias de SVA brasileiras, elas podem vir a Hong Kong em busca de parcerias com empresas chinesas, afirma Rutherford.
A penetração de telefonia móvel em Hong Kong gira em torno de 120%. Recentemente a cidade inaugurou um centro de pesquisa e desenvolvimento na área de telecomunicações e TI. Empresas como Telcordia e Wavecom já informaram que pretendem firmar parcerias para pesquisas nesse centro.
No ano passado empresas estrangeiras investiram US$ 34,9 bilhões em Hong Kong. A Invest Hong Kong foi responsável por atrair 232 novas companhias estrangeiras para a cidade ? a maioria delas americanas, européias e japonesas. Para este ano a meta é trazer 240 novas companhias estrangeiras para lá.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top