OUTROS DESTAQUES
Radiodifusão
Presidente da NAB aposta na parceria TVs abertas/telcos
segunda-feira, 24 de abril de 2006 , 14h49 | POR FERNANDO LAUTERJUNG, DE LAS VEGAS

David Rehr, o novo presidente da NAB, associação dos radiodifusores dos Estados Unidos, afirmou na abertura da NAB 2006, na manhã desta segunda, 24, em Las Vegas, que o setor de radiodifusão tem sido muito defensivo por muito tempo, sem necessidade. "Não quero ser conhecido como alguém que defende o status quo", disse. Para Rehr, a radiodifusão não precisa temer a concorrência já que, segundo ele, a audiência da TV por assinatura tem caído, o número de assinantes de cabo diminuiu em 2005 e a indústria de rádio por satélite perdeu US$ 1 bilhão no último ano. O presidente da NAB, que assumiu seu posto em dezembro de 2005, afirmou que "a TV digital e o rádio digital estão prestes a reinventar a indústria".
Defendeu ainda que o sinal do broadcast deve ir para todos os lugares e para todos os dispositivos. "A Verizon pagará para a CBS e seus afiliados para poder carregar seu sinal. Este é o nosso futuro", comemorou, dizendo ainda que "todo novo dispositivo é uma janela potencial para nossos (dos radiodifusores) conteúdos".

Desafios

Rehr afirmou que o modelo de negócios atual deve passar por mudanças, mas defendeu que os radiodifusores não podem deixar de "abraçar" este novo futuro e garantir que seus conteúdos estarão disponíveis nos dispositivos que ainda não foram lançados.
Outro desafio destacado pelo presidente da NAB é a necessidade de educar os espectadores sobre as vantagens da TV digital. "Não podemos deixar este trabalho para o Congresso, nossos competidores ou o vendedor da Best Buy (rede varejista norte-americana)", disse.
Ainda, Rehr afirmou que é necessário criar mais formas para que pais possam controlar o conteúdo que seu filhos podem assistir e ainda cobrou "regras claras" da FCC sobre o que pode e o não pode ser mostrado na TV.

Cabo versus telcos

David Rehr defendeu que as companhias telefônicas recebam autorização para competir com as operadoras de cabo. Segundo ele, as empresas de telecomunicações se tornarão aliadas dos radiodifusores, uma vez que precisarão de conteúdo local para ter competitividade. "Nós somos o conteúdo local e seremos recompensados por isso", disse.
Rehr pediu para que todos os trabalhadores do setor de radiodifusão, assim como os fornecedores de tecnologia e serviços, enviassem e-mails e telegramas para seus representantes no Congresso para que votem contra a proposta do deputado Nathan Deal. Deal propõe que os radiodifusores não possam negociar seus sinais com as operadoras de telecom que queiram prestar serviços de TV por assinatura.
Por último, Rehr afirmou que "precisamos eleger mais radiodifusores para o Congresso".

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top