OUTROS DESTAQUES
Crise
Inadimplência cai na Embratel, mas dívida em dólar preocupa
quarta-feira, 24 de julho de 2002 , 19h47 | POR SÉRGIO SISTER

A Embratel, lembram os analistas, ainda está longe de apresentar um nível "decente" de inadimplência, que seria de algo em torno de 3%. Porém, chamam a atenção para o esforço da empresa em reduzi-lo.
Além das desconexões de inadimplentes já em andamento, a empresa está implantando um novo sistema para aprimoramento de cobranças desenvolvido pela Tyco, que deve entrar em operação em um prazo de três meses. Trata-se de uma solução que identifica o cliente em tempo real, com atualizações on line, e atua com maior independência das informações de outras operadoras e do seu próprio call center. Com o sistema, a empresa poderá agilizar a operação de cobrança e facilitar o controle dos inadimplentes.
O lado preocupante é que a pressão da taxa de câmbio sobre a dívida da empresa tende a continuar no balanço do terceiro trimestre. É certo que a Embratel aumentou o hedge de 46% para 75% da dívida de curto prazo. Mas a dívida total ainda é pouco protegida (41%). Merece atenção ainda o fato de que uma forte receita de R$ 193 milhões no segundo trimestre não vai se repetir no próximo exercício. Trata-se de um ganho ocasional resultante de vitória na Justiça contra cobrança de imposto sobre lucro líquido do período de 1989 a 1992.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top