OUTROS DESTAQUES
Alguém terá de vender sua participação
sexta-feira, 24 de setembro de 1999 , 19h32 | POR REDAÇÃO

Guerreiro não quis adiantar qual será a ação da Anatel caso a fusão se concretize. Mas, pelo seu discurso, infere-se que caso MCI e Sprint se unam, elas terão de abandonar ou a Embratel ou a Intelig. Como a Intelig é uma empresa menor e a participação da Sprint é só de 25%, provavelmente a saída será vender esta participação. Caso parecido ocorreu na CRT fixa, onde a Telefônica foi obrigada a vender sua participação após vencer o leilão de privatização da Telesp. Neste caso, a Anatel permitiu a transferência de controle, o que era contra as normas, para manter-se fiel ao espírito do Plano Geral de Outorgas. Nem a Intelig nem a Embratel pronunciaram-se sobre o assunto.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top