OUTROS DESTAQUES
Espectro
Brasil Telecom avalia estratégia para leilão de 3G
quarta-feira, 24 de outubro de 2007 , 13h03 | POR ANA LUIZA MAHLMEISTER

A Brasil Telecom (BrT) deve participar do leilão de 3G de telefonia móvel, cujo edital foi lançado pela Anatel. A empresa contratou uma consultoria para avaliar a estratégia nessa faixa de freqüência, afirmou nesta quarta-feira, 24, Paulo Narcélio, diretor de relações com investidores da BrT durante conferência de resultados com analistas e investidores. O executivo disse que os investimentos em 3G não devem afetar o Capex ?já que os preços de equipamentos 3G estão se aproximando do preço da 2G?. Em 2007 a empresa mantém a previsão de investimentos de R$ 1,4 bilhão. Desse montante, 80% já foram realizados neste trimestre, diz Narcélio. O executivo explica também que a BrT não teria problemas em atender às requisições de cobertura da Anatel já que está presente em grande parte dos municípios pequenos de sua região.

VU-M

Sobre a decisão da Justiça de Brasília de permitir à GVT pagar a VU-M (taxa de uso da rede móvel) mais baixa em juízo, Narcélio diz que ainda caberá outros recursos, o que está em andamento na Anatel. Ele lembra que as empresas fixas também reivindicam uma revisão do uso da rede pelas móveis e um estudo da PricewaterhouseCoopers, em análise pela Anatel, tenta equalizar as tarifas da rede fixa e móvel. ?Se o efeito for geral para todo o sistema, será positivo para a Brasil Telecom?, diz Narcélio.
O aumento da concorrência na telefonia móvel e em banda larga (principalmente da Net) teve impacto nos resultados da companhia. Na telefonia celular a taxa de churn continua alta: 40% no pré-pago e 53% no pós-pago. Além da maior agressividade dos concorrentes, Narcélio atribuiu o resultado a uma ?entressafra? na venda de celulares, em que houve muito investimento em propaganda para determinados pacotes com tarifas baixas que gradativamente vão sofrendo desconexões. A empresa espera voltar aos níveis normais de churn, em torno de 30%, em 2008.
A Arpu na telefonia móvel caiu de R$ 35,6 em 2006 para R$ 34,9 neste trimestre. No ADSL alcançou um leve crescimento de Arpu de R$ 70,2 em 2006 para R$ 71,2 neste trimestre devido ao lançamento da tecnologia ADSL2+ que permite velocidades de até 24 Mbps. O ADSL representa 45,7% na receita de dados da companhia.

WayTV

Sobre a decisão da Anatel de liberar a compra da WayTV pela Oi, Narcélio aponta como positivo. ?Sinaliza que a agência reconhece a assimetria regulatória e tem disposição para aceitar o mundo convergente?, afirma. Segundo o executivo, a BrT não vê nenhum movimento de aquisição de operadora a cabo em sua região. ?Estamos apostando no Videon, serviço de video-on-demand lançado recentemente que oferece filmes a preços similares às videolocadoras?, completa.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top