OUTROS DESTAQUES
Regulamentação
Recurso da Unicel sobre VU-M causa debate no conselho diretor
quinta-feira, 24 de novembro de 2011 , 20h05 | POR HELTON POSSETI

Um recurso da Unicel à comissão de arbitragem da Anatel talvez tenha sido o assunto que provocou mais debate na primeira reunião do conselho diretor transmitida ao vivo, via telão, ao público. A Unicel recorreu à comissão de arbitragem porque não conseguiu negociar com a Telesp uma VU-M até 20% superior, conforme garante disposto no regulamento do SMP para as empresas consideradas não PMS.

A conselheira Emília Ribeiro pediu vistas da matéria, que até então era relatada pelo conselheiro Jarbas Valente. O voto de Emília é contra o do relator, ou seja, a conselheira reconhce que a Unicel tem direito a uma VU-M 20% maior.

Segundo Jarbas Valente, para a regra que garante às não PMS uma VU-M até 20% maior valer é preciso que esteja em vigor o modelo de custo. Valente reconhece, entretanto, que não há essa referência explícita no regulamento, mas lembra que ele foi redigido com a perspectiva de o modelo de custo estivesse em vigor em 2010.

Para a conselheira Emília Ribeiro, não se trata de um aumento na VU-M, mas sim de gartantir o direito das não-PMS de negociarem com as teles fixas uma VU-M 20% maior. Diante do impasse, o presidente do conselho João Rezende pediu vistas da matéria.

Regulamento

Vale destacar que no começo do mês a Anatel aprovou um plano de redução da VU-M, através da redução da tarifa de público, o VC. Na ocasião, o conselheiro Jarbas Valente sustentou que o novo regulamento mantinha a regra dos 20% para as não-PMS. Ou seja, a TIM, que legitimamente usa a regra, continuaria a ter esse direito.

 

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top