OUTROS DESTAQUES
Três conflitos recentes envolvem o banco
terça-feira, 25 de julho de 2000 , 20h56 | POR REDAÇÃO

Os fundos de pensão Previ, Telos, Petros e Funcef estão descontentes com o banco Opportunity, que é gestor de seus recursos nas holdings Telpart (sócio da Telemig Celular e Telenorte Celular, ao lado da TIW) e Techold (sócio da Brasil Telecom, ao lado da Telecom Italia). "O Opportunity, nas duas holdings, entra em conflitos com os sócios estrangeiros, mas o dinheiro é nosso", diz a fonte. "Há muita diferença de filosofia", acrescenta, lembrando que os objetivos dos fundos de pensão são de longo prazo, enquanto que os do banco são de curta, de natureza mais especulativa. Recapitulando, os conflitos mais recentes nas operações que têm o banco brasileiro como sócio são os seguintes: 1) Na Brasil Telecom, Opportunity e Telecom Italia levaram meses até se entenderem sobre a compra da CRT; 2) O banco precisou enviar um ultimato à Telecom Italia para que esta desse sua anuência a um financiamento, via debêntures, do BNDES para o pagamento da terceira parcela da privatização, que vence em agosto; 3) Na Telemig Celular e Telenorte Celular, TIW e os fundos contestam judicialmente a criação da Newtel, empresa gerida pelo Opportunity que ao mesmo tempo tiraria o poder de controle operacional da tele canadense e o poder financeiro das fundações.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top