OUTROS DESTAQUES
Crescimento projetado cai de 60% para 20% no ano
quarta-feira, 25 de julho de 2001 , 22h55 | POR REDAÇÃO

Os analistas chamam a atenção ainda para a perda geral de receita da Embratel, que caiu 5% em relação ao primeiro trimestre. É certo que no desempenho de sua atividade principal, de ligações de longa distância, houve ainda um crescimento de tráfego da ordem de 7%. Ocorre, porém, que para chegar a esse resultado, teve que promover forte redução de tarifas. O que se reflete no aumento mais modesto, de apenas 2%, de sua receita com longa distância. No que diz respeito à transmissão de dados, as metas da companhia perderam credibilidade: de uma estimativa de crescimento de 40% a 60%, foi revisada para 20% a 35% e, finalmente, a inacreditáveis 15% a 20%. O mais preocupante, segundo essas fontes, é que esses resultados se dão sem a entrada da concorrência mais forte da Telemar, Brasil Telecom e Telefônica em âmbito nacional.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top