OUTROS DESTAQUES
TV por assinatura
DTH conquista mais assinantes do que cabo em 2009; mercado chega a 7,4 milhões
terça-feira, 26 de janeiro de 2010 , 19h59 | POR SAMUEL POSSEBON

Os dados da Anatel referentes ao mercado de TV por assinatura em 2009 mostram um significativo crescimento de 18,24%, o maior registrado pela agência desde 2002. A base total chegou a 7,473 milhões de assinantes, diz a Anatel. O crescimento também foi o maior em números absolutos já registrado: 1,152 milhão de novos clientes em 12 meses, segundo a agência.
Dois componentes desse crescimento chamam especialmente a atenção.
Um dos dados importante foi o crescimento do DTH. O crescimento absoluto foi superior ao da TV a cabo em 2009. Segundo dados da Anatel, o mercado de TV por assinatura via satélite cresceu 688 mil clientes em 2009, contra 503,8 mil da TV a cabo e uma perda de 41,5 mil clientes do MMDS. Em números relativos, o DTH cresceu 32,9%, o cabo, 13,2% e o MMDS teve queda de 10,47%. Hoje, há 4,3 milhões de assinantes de TV a cabo (57,9% de market share), 2,8 milhões de assinantes de DTH (37,3% de market share) e apenas 355 mil de MMDS (4,8% de market share) no País. A Sky registrava, segundo apresentações da empresa nos EUA, cerca de 1,8 milhão de assinantes no terceiro trimestre. Com isso, é possível deduzir que os DTHs da Embratel, Telefônica e Oi, somados a outras pequenas operadoras de DTH como NossaTV e DTHi, já estejam muito próximos de bater a marca de um milhão de clientes.
Norte e Nordeste em alta
Outro dado importante foi o forte peso do crescimento em regiões em que operações de cabo e MMDS estão disponíveis apenas em algumas poucas cidades. Foram estados em que, evidentemente, o DTH passou a atuar com mais intensidade. Tiveram os maiores crescimentos as bases de assinantes nos estados do Amapá (83,4%), Roraima (58,2%) e Rondônia (41,4%), que sempre tiveram pouquíssimos assinantes de TV por assinatura e, naturalmente, apresentam um crescimento relativo maior quando há algum esforço de venda nessas localidades, como parece ser o caso. Mas mesmo na comparação das diferentes regiões, o maior crescimento relativo se deu no Norte (28%) e no Nordeste (21,8%), seguidos pelo Sudeste (18,9%), Sul (14,9%) e por fim o Centro-Oeste (11,9%).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top