OUTROS DESTAQUES
Resultados
Ericsson fecha 2009 com lucro 65% inferior e demitirá mais 1,5 mil empregados
terça-feira, 26 de janeiro de 2010 , 20h13 | POR REDAÇÃO

A Ericsson divulgou nesta terça-feira, 26, os resultados do seu último trimestre global e, a julgar pelos números, 2009 não deixará saudades à companhia sueca. Para se ter uma ideia, a receita líquida de 2009 inteiro (4,1 bilhões de coroas suecas, ou US$ 563,9 milhões) empatou com o lucro líquido de apenas um trimestre de 2008, que foi o quarto trimestre. Se for considerada somente a evolução entre os lucros líquidos do quarto trimestre de 2008 e do 2009, registra-se, então, uma queda brutal de US$ 563,9 milhões para US$ 96,2 milhões, resultado 82% inferior. Na comparação entre os anos fiscais de 2008 e de 2009, a queda é de 65%. Por conta do ano difícil, o programa de redução de custos da Ericsson, cuja meta inicial era a de cortar 10 bilhões de coroas suecas (ou US$ 1,3 bilhão) teve de ser revisto e ampliado para 15 ou 16 bilhões de coroas suecas (cerca de US$ 2 bilhões), o que implicará a demissão de mais 1,5 mil funcionários (além dos 5 mil postos já cortados desde o início de 2009). O novo CEO da Ericsson, Hans Vestberg, alegou que o mau desempenho nas vendas e na receita da companhia se deu por conta da permanente queda na implantação de infraestrutura GSM. Recentemente a Ericsson adquiriu as redes de quarta geração (LTE) da Nortel por US$ 1,3 bilhões e espera, com isso, retomar os negócios assim que as operadoras iniciarem as implantações de redes LTE.
Telefonia móvel decepciona
Na área de telefonia móvel também não houve motivos de comemoração. A joint venture Sony Ericsson encerrou o ano de 2009 com prejuízo líquido de 863 milhões de euros (o equivalente a US$ 1,22 bilhão), perda bem superior aos 73 milhões de euros (US$ 103 milhões) registrados em 2008. A companhia informou que a queda na demanda, atrelada a maior concorrência, foi responsável pelo resultado negativo do período. A empresa, uma joint venture com a japonesa Sony, também registrou queda de 39,6% na receita, que contabilizou 6,78 bilhões de euros (US$ 9,6 bilhões) contra 11,24 bilhões de euros (US$ 15,92 bilhões) em 2008. No ano passado, a Sony Ericsson vendeu 57,1 milhões de celulares, contra 96,6 milhões em 2008, o que representa declínio de aproximadamente 40,9%. Somente no quarto trimestre de 2009, o prejuízo líquido da empresa alcançou 167 milhões de euros (cerca de US$ 236 milhões), ante uma perda de 187 milhões de euros (US$ 264 milhões) em igual período de 2008. Este foi o sexto trimestre consecutivo de prejuízo da Sony Ericsson.
Salvação
O único destaque realmente positivo da Ericsson no ano fiscal de 2009 foi a área de serviços, que registrou crescimento anual de 15%, ou seja, 49 bilhões de coroas suecas em 2008 (US$ 6,7 bilhões) contra 56 bilhões em 2009 (US$ 7,69 bilhões). Se considerada somente a área de serviços gerenciados, o crescimento é ainda maior, de 22%: 14,3 bilhões (US$ 1,9 bilhão) ante 17,4 bilhões (US$ 2,3 bilhões) em igual período.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top