OUTROS DESTAQUES
Finanças
Holding do grupo Oi acumula lucro de R$ 810 milhões no semestre
quinta-feira, 26 de julho de 2007 , 12h20 | POR REDAÇÃO

A Tele Norte Leste Participações (TNLP), holding do grupo Oi, registrou lucro líquido de R$ 467,5 milhões no segundo trimestre, o que representa um crescimento de 65% em relação ao mesmo período do ano passado. Nos seis primeiros meses de 2007 a companhia acumula lucro líquido de R$ 810,2 milhões, um aumento de 90% em comparação com o primeiro semestre de 2006.
A receita bruta da companhia entre abril e junho cresceu 6,6% na comparação anual entre trimestres, alcançando R$ 6,2 bilhões. O segmento que mais contribuiu para esse resultado foi o de telefonia celular, cuja receita subiu 32% nesse trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado, atingindo R$ 1,028 bilhão.
A receita líquida da TNLP, por sua vez, foi de R$ 4,36 bilhões no trimestre, o que significa um crescimento de 7,3% em relação ao mesmo período do ano passado. O Ebitda no período entre abril e junho foi de R$ 1,596 bilhão, com margem de 36,6%. O Ebitda registrou um aumento de 2,2% em 12 meses, mas sua margem caiu de 38,4% para 36,6% no mesmo intervalo.

Telefonia fixa

A receita da TNLP com telefonia fixa no segundo trimestre cresceu 2,7% em comparação com o mesmo período do ano passado, alcançando R$ 5,181 bilhões, o que representa 83,4% do faturamento total da companhia. A receita com telefonia local permaneceu praticamente estável, com R$ 2,922 bilhões. A quantidade de assinantes de linhas fixas da empresa era de 14,3 milhões no final do semestre, o que significa uma queda de 1% ano a ano. Desse total, 25%, ou 3,5 milhões de linhas, já usam planos alternativos em minutos.
Em longa distância, houve um aumento de 2% da receita na comparação anual entre trimestres, alcançando R$ 893,7 milhões.
O faturamento com comunicação de dados segue a tendência de crescimento trimestre a trimestre. Entre abril e junho deste ano, a receita desse segmento foi de R$ 715,9 milhões, montante 16,7% maior que o registrado um ano atrás. A receita com o serviço de acesso em ADSL da empresa, o Velox, subiu de R$ 215 milhões para R$ 275 milhões entre o segundo trimestre do ano passado e o mesmo período deste ano. A base de clientes do serviço ao final de junho era de 1,3 milhão, quantidade 31% maior que aquela existente um ano antes.

Dívida

Em 30 de junho, a dívida bruta da TNLP era de R$ 8,5 bilhões, ou 12% a menos que na mesma data de 2006. A dívida líquida, por sua vez, era de R$ 4 bilhões, ou 34% a menos que a registrada um ano antes. Segundo a companhia, essa redução da dívida contribuiu para diminuir em 31% as despesas financeiras no semestre.
Na primeira metade deste ano a TNLP investiu R$ 730 milhões. A maior parte foi destinada à infra-estrutura de dados. O investimento total previsto para 2007 é de R$ 2,4 bilhões, dos quais 80% serão para telefonia fixa.

IPTV

O diretor de finanças e de relacionamento com os investidores da companhia, José Luis Salazar, informou que serão investidos ao todo R$ 150 milhões neste ano no projeto de IPTV. Ele preferiu não informar o valor do contrato com a Nokia Siemens Networks pela plataforma de IPTV e confirmou as notícias veiculadas por TELETIME News de que um teste piloto será iniciado em breve na zona sul do Rio de Janeiro levando fibra óptica para uma distância de aproximadamente 500 metros da casa dos assinantes, de forma a aumentar a velocidade do ADSL para 25 Mbps.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top