OUTROS DESTAQUES
Debate pode ter repercussões políticas
terça-feira, 26 de outubro de 1999 , 20h36 | POR REDAÇÃO

O problema todo em torno da venda da Embratel é que os gestores da privatização na ocasião (BNDES e Ministério das Comunicações) eram obrigados a dar todas as informações necessárias aos possíveis compradores. Há controvérsias, contudo, sobre o que existia no data room da Embratel. Segundo a MCI, não havia a informação de que a dívida precisaria ser paga. Da mesma forma, o governo brasileiro informou à SEC (Security Exchange Comission, que regula as operações financeiras nos EUA), quando a Embratel lançou ADRs no mercado norte-americano, que a dívida não existia. O fato é que a Receita Federal efetuou a cobrança de um buraco de mais de R$ 1 bilhão referente a impostos devidos de 96 a 98. Quando as versões desencontradas estiverem esclarecidas, os gestores da privatização poderão sim estar comprometidos, alargando o problema para a esfera política, ao contrário do que diz Pimenta da Veiga.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top