OUTROS DESTAQUES
Balanço
Embratel lucra R$ 54 milhões no terceiro trimestre
quarta-feira, 26 de outubro de 2005 , 18h16 | POR FERNANDO PAIVA

A Embratel registrou um lucro de R$ 54 milhões no terceiro trimestre. O resultado foi 42% menor que os R$ 93,2 milhões obtidos no trimestre anterior, mas bem melhor que o prejuízo de R$ 66,6 milhões registrado no mesmo período do ano passado.
A receita líquida da empresa cresceu 5,5% na comparação anual, atingindo R$ 1,872 bilhão. O Ebitda foi de R$ 470,8 milhões, o que representa um crescimento de 95% frente ao terceiro trimestre do ano passado, quando foi de R$ 240,8 milhões. Em 12 meses, a margem Ebitda subiu de 13,6% para 25,1%.
A receita com longa distância nacional aumentou 10% na comparação anual entre trimestres, passando de R$ 948,8 milhões para R$ 1,044 bilhão. O tráfego de longa distância nacional aumentou 6,2% no mesmo intervalo: foram 2,959 bilhões de minutos no terceiro trimestre de 2004 e 3,142 bilhões entre julho e setembro deste ano.
Na longa distância internacional segue a queda livre em receita e tráfego em razão do aumento da competição. Chama a atenção uma redução significativa de 14,4% na receita dessa área na comparação com o segundo trimestre, baixando de R$ 168,8 milhões para R$ 144,6 milhões. Em relação ao terceiro trimestre do ano passado a queda foi de 17,6%. A Embratel registrou um tráfego de 492 milhões de minutos em chamadas internacionais entre julho e setembro deste ano. Esse resultado é 18% menor que o verificado no segundo trimestre, mas 16,6% maior que aquele obtido no mesmo período do ano passado.
Em comunicação de dados a Embratel teve uma receita líquida de R$ 446,4 milhões no terceiro trimestre. Isso representa um crescimento de 1,9% em relação ao segundo trimestre e 5% se comparado com o mesmo período de 2004.

Telefonia local

Houve uma pequena queda de 1,5% na receita líquida da operadora em telefonia local em relação ao segundo trimestre deste ano. A redução para R$ 165,1 milhões chamou a atenção por acontecer em um segmento no qual a empresa vinha registrando melhoras consecutivas. A explicação da Embratel para o mau resultado está na incorporação da Vésper ao seu balanço e, conseqüentemente, das altas despesas de interconexão pagos pela espelho local.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top