OUTROS DESTAQUES
Operadora ainda não precisa de faixa adicional
quarta-feira, 28 de junho de 2000 , 22h24 | POR REDAÇÃO

Moreira também não deu muitos vivas à idéia – levantada pela Anatel – de liberar mais faixa de espectro para as operadoras das bandas A e B caso estas permitam que os seus assinantes possam escolher a prestadora de longa distância. "Ainda não estamos com o espectro congestionado. E para permitir que o assinante escolha a operadora de longa distância, temos que mexer na estrutura da empresa. Pelo contrato de concessão, fazemos ligações para o Brasil todo e não sei se seria interessante mudar isso", diz ele. Segundo Antônio Valente, conselheiro da Anatel, a definição sobre o espectro adicional e suas contrapartidas, o número de operadores na faixa do SMP (dois ou três) e a quantidade de regiões em que o país será divido será publicada pela Anatel até a primeira semana de julho.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top