OUTROS DESTAQUES
Crise
Embratel recompra ações para conter baixa
sexta-feira, 28 de junho de 2002 , 16h22 | POR REDAÇÃO

A Embratel iniciou uma operação de recompra de suas ações. Em um prazo de três meses, a companhia irá adquirir até 3.597.832.765 ações ordinárias e até 11.633.799.821 ações preferenciais. A operação foi autorizada pelo conselho de administração da empresa e visa controlar a queda dos papéis da Embratel na bolsa. Como as quantidades estipuladas estão abaixo do limite máximo permitido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a companhia admite que seu conselho de administração pode revê-las a qualquer momento. A informação da operação foi transmitida em fato relevante encaminhado nesta sexta, 28, à CVM. Na Bolsa de Valores de São Paulo, o comunicado não evitou que os papéis da tele continuassem a apresentar tendência de queda. Por volta das 16h00, suas ações preferenciais (EBTP4) apresentavam cotação negativa de cerca de 12%. A ordinárias subiam 3%.

WorldCom avalia sua posição na Embratel

Em outro fato relevante enviado nesta sexta, 28, à CVM, a Embratel negou as informações de que a Goldman Sachs teria sido contratada pela WorldCom para tratar da venda de concessionária de longa distância brasileira. Por outro lado, no mesmo documento, a operadora admite que ?funcionários da WorldCom bem como consultores financeiros, auditores e advogados externos estão avaliando todos os negócios e ativos relevantes da WorldCom, incluindo a posição acionária que detém na Embratel Participações S.A.?. Esse processo de avaliação, segundo o fato relevante, está em andamento.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top