OUTROS DESTAQUES
Balanço
Telemar registra lucro de R$ 203,8 milhões no segundo trimestre
quinta-feira, 28 de julho de 2005 , 12h25 | POR REDAÇÃO

A Telemar registrou lucro líquido de R$ 203,8 milhões no segundo trimestre. Com este resultado, a empresa acumular lucro de R$ 396,8 milhões no ano – 32,8% a mais que no primeiro semestre de 2004.
A receita bruta da empresa foi de R$ 5,815 bilhões no segundo trimestre, o que representa um crescimento de 9,4% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita líquida cresceu 8,5% na comparação anual entre trimestres, subindo de R$ 3,798 bilhões registrados entre abril e junho de 2004 para R$ 4,123 bilhões no mesmo período deste ano.
O Ebitda no segundo trimestre foi de R$ 1,664 bilhão, com margem de 40,4%. O resultado é um pouco menor que os R$ 1,668 bilhão verificado nos primeiros três meses do ano, mas 11,4% maior que o Ebitda do segundo trimestre de 2004.
Merece destaque o crescimento de 32,2% na receita de dados na comparação com o segundo trimestre do ano passado, tendo atingido R$ 493,5 milhões. O grande responsável pelo bom desempenho desse segmento é o serviço de acesso à Internet em banda larga da empresa, o Velox, que gerou uma receita de R$ 157,3 milhões no trimestre, ante R$ 85,7 milhões no mesmo período do ano passado. Ao fim de junho, a Telemar tinha 641 mil assinantes de banda larga. A expectativa do início do ano de chegar a dezembro com 750 mil clientes do Velox deve ser superada, segundo Marcos Grodetzky, diretor de finanças e relações com investidores da Telemar.
O faturamento com telefonia local foi de R$ 2,961 bilhões no segundo trimestre, resultado um pouco inferior aos R$ 2,978 bilhões dos primeiros três meses do ano, mas melhor que o registrado no segundo trimestre de 2004, quando a operadora recebeu R$ 2,784 bilhões.
Em longa distância, houve um aumento de 8,2% na comparação anual entre trimestres, subindo de R$ 889,7 milhões para R$ 962,4 milhões. Nesse segmento, o maior crescimento ocorreu na receita com chamadas inter-regionais, que saltou de R$ 156,8 milhões entre abril e junho de 2004 para R$ 187,1 milhões no mesmo período deste ano. Isso representa um aumento de 19,3%. Na longa distância internacional houve queda na comparação anual entre trimestres, de R$ 26,1 milhões para R$ 22,1 milhões.
Segundo o diretor da Telemar, a empresa deixou de faturar R$ 84 milhões com chamadas fixo-móvel devido ao não reajuste da tarifa, que deveria ter acontecido em fevereiro passado.

PDD

As provisões para devedores duvidosos (PDD) representam agora 2,4% da receita bruta da companhia, contra 3% no meio do ano passado. Grodetzky considera esse percentual bastante satisfatório e acredita ser difícil reduzi-lo muito mais que isso.
Ao fim de junho, a Telemar tinha uma dívida líquida consolidada de R$ 7,15 bilhões, montante 3% menor que o verificado 12 meses antes.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top