OUTROS DESTAQUES
Processo de cartelização na venda da Cemig
terça-feira, 28 de setembro de 1999 , 20h04 | POR REDAÇÃO

Além das irregularidades no processo de alienação das ações e da formatação do acordo de acionistas, o relatório da CPI chama atenção para outros fatos durante o processo: "Quanto à mudança de sócios, ficou demonstrado haver claros indícios de que houve cartelização na venda da entidade (…). No dia seguinte à liquidação do leilão, a empresa AES, pré-qualificada a participar do leilão como integrante de um consórcio que desistiu do mesmo, entra como sócia da Southern Eletric do Brasil por meio de uma empresa denominada Cayman Energy Traders, resultante de uma associação entre a Southern Energy Internacional e a AES. (…) O doutor Mendonça de Barros, em seu depoimento, admite a possibilidade de cartelização e afirma que esta prática é difícil de ser evitada numa operação deste vulto e desta natureza", descreve o relatório.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top