OUTROS DESTAQUES
TELA VIVA Móvel
Claro aponta obstáculos para streaming de TV no celular
quarta-feira, 28 de setembro de 2005 , 14h09 | POR FERNANDO PAIVA

A operadora de celular Claro enxerga diversas dificuldades para o desenvolvimento de serviços de streaming de TV via redes móveis. Segundo o diretor de serviços de valor adicionado da operadora, Marco Quatorze, o streaming ocupa muita banda e pode atrapalhar o tráfego de voz, hoje ainda essencial para as teles móveis. ?De 90% a 95% do faturamento das operadoras celulares ainda vêm de voz?, lembrou o executivo, que participou na manhã desta quarta-feira, 28, do IV Tela Viva Móvel, em São Paulo.
Quatorze destacou também a falta de clareza regulatória sobre o assunto: ?streaming de TV via celular é ou não é radiodifusão? A questão está aberta. A única certeza que tenho é de que a Claro não produzirá conteúdo?.
Outro obstáculo para o streaming de TV via celular está no modelo de negócios. No mundo inteiro, a opção preferida tem sido a cobrança de uma assinatura mensal ao usuário."Porém, como oferecer isso para usuários pré-pagos?", perguntou Quatorze.
O diretor da Claro aposta que o streaming de vídeo no celular dará certo apenas para envio entre usuários ou para aplicações de nicho, como assistir a câmeras ao vivo localizadas em escolas, empresas ou que mostram imagens do trânsito nas grandes cidades.
O streaming de TV foi lançado no ano passado no Brasil pela TIM, em um serviço que retransmite para celulares a programação ao vivo de alguns canais brasileiros.
A respeito do broadcast para celular através de uma rede à parte da rede movel, através de tecnologias como DVB-H e S-DMB, o diretor da Claro também enxerga alguns obstáculos pendentes. Alguns deles são: alto custo do terminal; falta de um padrão tecnológico predominante; consumo rápido da bateria do aparelho; carência de um modelo de negócios claro; falta de regulamentação.

Downloads

Em vez de streaming, a Claro aposta por enquanto em download de vídeos. A empresa registra atualmente 250 mil downloads de vídeos por mês, dos quais 100 mil são os gols do campeonato brasileiro de futebol, produzidos pela Globo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top