OUTROS DESTAQUES
Operadoras espelhinhos contavam com investimentos dos fornecedores
quarta-feira, 28 de novembro de 2001 , 22h59 | POR REDAÇÃO

Matarazzo avalia que as propostas das espelhinhos foram feitas com base na situação vivida pelas espelhos, que conseguiram altos financiamentos junto aos fornecedores. A realidade econômica mudou e os fornecedores não estão mais dispostos a ser agentes financiadores. Matarazzo lembra ainda que o BNDES, além de exigir garantias, não financia 100% do negócio e também não aceita o recebível futuro como garantia. "A partir deste momento ficou claro que muita gente não tinha se estruturado financeiramente para tocar o projeto".

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top