OUTROS DESTAQUES
TV digital
Definição sobre capacidade para IPTV é obstáculo na implementação do Ginga
sexta-feira, 29 de janeiro de 2010 , 16h34 | POR ANDRÉ MERMELSTEIN E FERNANDO LAUTERJUNG

Segundo fontes bem posicionadas, uma discussão sobre a habilitação ou não da funcionalidade de IPTV (transmissão de vídeo pela rede de dados) estaria atrasando a adoção da norma do Ginga.
Uma parte dos membros do Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital, encabeçada por radiodifusores, é a favor da implantação imediata da funcionalidade total, que permitiria, por exemplo, que as emissoras inserissem vídeos (de conteúdo ou publicidade) nas aplicações interativas da TV digital. Isso possibilitaria, por exemplo, novas possibilidades comerciais, ou ainda enriquecer o próprio conteúdo com replays ou opções de posição de câmera.
Por outro lado, há uma posição contrária, sobretudo dos fabricantes de televisores, que com o IPTV teriam que colocar mais memória e armazenamento nas televisões, encarecendo o produto.
A norma publicada pelo Fórum SBTVD permite que seja adotado, em um primeiro momento, um perfil 1.0 do middleware, que não contaria com todos os recursos. Um observador que acompanha de perto as discussões aposta que dois modelos devem vingar, com receptores mais modestos e outros mais sofisticados, destinados a diferentes perfis de público. Segundo esta fonte, os radiodifusores "vendem" no Fórum SBTVD que terão conteúdos atrativos para o middleware completo já na Copa 2010. Mesmo os fabricantes que compraram o argumento ainda estariam relutantes por conta do aumento dos custos, que colocaria seus produtos em desvantagens competitivas com os modelos mais populares.
Contudo, há no Fórum SBTVD um esforço para que o imbróglio se resolva rapidamente. O temor é que a adoção do middleware Ginga aconteça de fato na Argentina antes mesmo de sua popularização no Brasil, por conta da produção local.
Campanha
No dia 8 de fevereiro acontece a primeira reunião do Fórum SBTVD de 2010. Está na pauta a discussão de uma campanha para divulgar a interatividade e, possivelmente, seus diferentes perfis (versão 1.0 ou a versão plena).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top