OUTROS DESTAQUES
Infra-estrutura
WiMax Forum escolhe representante brasileiro
sexta-feira, 29 de junho de 2007 , 19h05 | POR ANA LUIZA MAHLMEISTER

O WiMax Forum, evento que conta com a participação de 470 empresas de diversos países e se reuniu na Espanha de 18 a 23 de junho para discutir a padronização da tecnologia, agora conta com um representante brasileiro ou Office, como é chamado, juntando-se a países como China, Índia, Rússia e Coréia. Luiz Carlos Moraes Rego, professor da Fundação Getúlio Vargas, com muitos anos de atuação na área de telecomunicações, foi escolhido para representar o País durante um ano.
?O Brasil já vinha participando das reuniões, mas agora passa a ser acompanhado mais de perto no que diz respeito à evolução da regulamentação e distribuição de freqüências no País?, diz Rego. Aqui, um grupo de 30 empresas, entre operadoras e fabricantes, reúnem-se regularmente para discutir a tecnologia que mundialmente já estabeleceu o padrão 802.16d para a versão fixa. Agora, os testes concentram-se em equipamentos para a versão móvel 802.16e ainda não certificados.
Países como Espanha e Coréia já investiram em laboratórios de testes e serão os primeiros que terão componentes para exportar?, diz Rego. Entre os principais desafios no Brasil quanto à tecnologia WiMax, segundo o executivo, está a definição do leilão da faixa de 3,5 GHz, que está paralisada, e a redistribuição das faixas de MMDS, que usam a frequência de 2,5 GHz.
?Existem mais de 180 licenças de MMDS no Brasil, a maioria subutilizada?, diz Rego. O executivo critica também a classificação do WiMax como mobilidade restrita, para não concorrer com o serviço móvel. ?Com a nova padronização de WiMax móvel, ele não pode ser mais classificado como de mobilidade restritra?, diz Rego. Outro problema é que, com a falta de regulamentação, cresce o uso de freqüências não licenciadas que acabam perturbando todo o espectro e afetam a qualidade do serviço de outras redes wireless. A próxima reunião do Wimax Forum será em outubro, em Taiwan.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top