OUTROS DESTAQUES
Operação
Áreas bloqueadas atrapalham, mas não impedem vendas da Net
terça-feira, 29 de julho de 2008 , 14h47 | POR FERNANDO LAUTERJUNG

Vez ou outra, um vendedor da Net encontra um problema sem solução. O cliente quer assinar os serviços da operadora e tem a rede passando em frente à sua casa, mas ela está "bloqueada". Eduardo Aspesi, vice-presidente executivo de marketing e vendas da operadora, confirma que isto acontece, mas minimiza a questão. Segundo ele, as áreas bloqueadas são muito pequenas. "São áreas tomadas por milícias, onde não podemos atuar", explica o executivo, sem dizer onde extamente atuam as milícias. Aspesi negou que o bloqueio se dê por conta da possibilidade de inadimplência.
Segundo ele, algumas destas áreas já foram normalizadas, após ação da polícia. O problema voltou a aparecer para os vendedores, conforme apurou este noticiário, após o lançamento do Netfone.com, pacote de baixo custo que combina TV (canais abertos e obrigatórios), Internet e telefonia. Embora sejam redes antigas e sem manutenção, Aspesi diz que, uma vez liberada a região para atuação da operadora, é possível torná-la, rapidamente, operacional.

Crescimento

Maior prova da pequena importância destas áreas é o resultado das vendas. Segundo Aspesi, no primeiro trimestre deste ano, "a Net foi a operadora que mais conquistou clientes em TV por assinatura, banda larga e telefonia".
Em TV por assinatura, Aspesi diz que a operadora vem investindo pesadamente, com a inclusão de novos canais no line-up, como Travel & Living, TCM, Animax e o recém lançado e ainda exclusivo Megapix.
Por outro lado, o Netfone.com reduz a barreira de entrada na operadora, que, até então, tinha produtos direcionados apenas para as classes A e B. "Mas o Netfone.com não é apenas classe C", diz. "Há muita gente nas classes mais altas querendo deixar as incumbments", completa. Para o executivo, a portabilidade numérica deve alavancar ainda mais o serviço de telefonia da Net. "No último ano as incumbments perderam 1 milhão de assinantes, nós conquistamos", comemora Aspesi.
Vale lembrar que a rede da Net Serviços inclui partes da rede da antiga Multicanal, operadora que nos anos 90 atuava em São Paulo e no Rio de Janeiro e que priorizou a cobertura geográfica da infra-estrutura, mesmo em áreas de menor atratividade econômica. A própria Net também teve esta estratégia em algumas áreas, no passado.

HD em alta

Por fim, o executivo diz que a venda do serviço de alta definição "está acima do esperado". Com pouco mais de 12 mil assinantes, a Net vem lançando o serviço nas capitais onde ainda não existe transmissão de TV aberta digital. Nestas cidades, como Porto Alegre, Curitiba e Florianópolis (nesta última o serviço estréia nesta terça, 29), os assinantes recebem apenas o canal GlobosatHD. "Teremos dois novos canais de filmes ainda no segundo semestre", promete. Os dois canais de filmes em HD que estão sendo oferecidos no mercado, segundo apurou este noticiário, são Telecine e HBO.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top