OUTROS DESTAQUES
Preços máximos para unbundling estão altos, diz Carpinteyro
quinta-feira, 29 de novembro de 2001 , 21h12 | POR REDAÇÃO

Os preços máximos estipulados pela Anatel para o unbundling das redes das concessionárias, que são os valores estabelecidos na norma 30 do Ministério das Comunicações, são altos, na avaliação de Carpinteyro. Pelos estudos da Embratel, o preço justo para uso de sinais analógicos em uma rede compartilhada deveria ser de cerca de R$ 12,00. Na norma 30, o preço máximo é R$ 52,00. "Tal como no caso da interconexão, dificilmente conseguiremos fechar contratos a preços que não sejam os mais altos permitidos", comentou Carpinteyro, que, entretanto, admitiu ter ficado satisfeita com a decisão da Anatel "trata-se de um passo importante". O presidente da Embratel, Jorge Rodriguez, convidou os funcionários envolvidos na preparação da entrada da operadora no mercado local a comemorar, "com um brinde", as regras anunciadas. São palavras do presidente da empresa, que considera que as vantagens da regulamentação seguem um princípio de isonomia.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top