OUTROS DESTAQUES
Mantido o privilégio ao satélite brasileiro
quinta-feira, 30 de março de 2000 , 20h59 | POR REDAÇÃO

Segundo o conselheiro da Anatel Antônio Valente, foram diversos os comentários no sentido de evitar a preferência ao satélite brasileiro em condições de igualdade, para não conflitar com possíveis acordos comerciais do Brasil na OMC. Segundo o conselheiro, a agência estudou o assunto e manteve a preferência. Pela mesma razão, foi mantido o dispositivo que faculta à Anatel, no caso de solicitação de autorização para satélite estrangeiro, considerar a questão da reciprocidade de tratamento com respeito a satélites brasileiros no exterior. Ou seja, se alguma empresa de algum país que imponha limites à entrada de satélites brasileiros estiver disputando nosso mercado, certamente terá dificuldades.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top