OUTROS DESTAQUES
TV DIGITAL
Switch-off analógico em Goiânia vai até o dia 21 de junho, diz Gired
terça-feira, 30 de maio de 2017 , 13h56

O desligamento do sinal analógico da TV aberta em Goiânia, previsto para esta quarta-feira, 31, será feito de forma escalonada entre amanhã e até o dia 21 de junho, em um modelo parecido com o de Brasília. A decisão aprovada nesta terça-feira, 30, no Gired (grupo de implementação da digitalização) foi com base na pesquisa de domicílios aptos a receberem a programação digital, que ficou em 88%, levando em conta os critérios do grupo, com deflator abaixo dos 90% estabelecidos, informou o presidente da Anatel, Juarez Quadros. Sem o deflator o percentual teria sido de 89% e o projetado, 90%.

Segundo a secretária de radiodifusão do MCTIC, Vanda Nogueira, o ato com a decisão será assinado nesta quarta-feira, 31, pelo ministro Gilberto Kassab, durante evento de migração das rádios AM para FM, que acontecerá em Goiânia.

Situação semelhante ocorreu em Brasília, onde o switch-off analógico aconteceu entre os dias 29 de outubro a 17 de novembro do ano passado. Segundo o presidente da Entidade Administrativa da Digitalização (EAD), Antonio Carlos Marteletto, os índices alcançados em Goiânia são mais altos que os de Brasília, mas a baixa renda – classes D e E, que representam 50% da população – tem um peso maior no índice final de digitalização.

Outra diferença é que a distribuição dos kits para as famílias atendidas pelos programas sociais do governo federal já ultrapassou a base prevista de 288 mil, chegando a 330 mil. "Nesse caso, a EAD decidiu atender a outras famílias de baixa renda que não são beneficiadas por nenhum programa", disse Marteletto. A distribuição de kits terá continuidade por mais 45 dias após a data final do desligamento (21 de junho), ao nível de 30 mil por semana.

Antes do dia 21, nova pesquisa de aferição do índice de digitalização será realizada. De acordo com Marteletto, a convicção da EAD é de que o índice de 90% de lares digitalizados já tenha sido alcançado, uma vez que a pesquisa representa os números até a semana do dia 20 deste mês, mas, por segurança, foi favorável ao escalonamento.

Além de Goiânia, o desligamento vai atingir a mais 28 cidades de Goiás, que recebem a programação de 32 canais abertos, inclusive os do campo público já digitalizados. Como em Brasília, a previsão é de que as grandes redes somente desliguem a transmissão analógica nos últimos dias do prazo.

COMENTÁRIOS

4 Comentários

  1. Richard disse:

    Ê Brasil! Não adianta mesmo!

  2. Janildo Dimas Borges disse:

    Há décadas não tivemos nenhuma melhoria no sistema de tv brasileiro e ainda tem que prorrogar mais … eta brasil.

  3. Rogério Pires disse:

    Engraçado, se as famílias cadastradas nos programas sociais com direito a receber o Kit foram 100% atingidas e resolveram "por conta" doar mais kits, supõem-se que foi feito um estudo prévio, etc… etc… etc… e por mais que as Classes D e E sejam mais representativas que em SP ou em DF (duvido um pouco) e Goiânia está longe de ser uma região metropolitana tão carente assim! E quando chegar as cidades do Nordeste? Conclusão: Não se cumpriu o prazo previsto e arrumaram um jeitinho de dilatar com um termo bacana, de forma "escalonada".

  4. Jhony Levandowski Brum disse:

    Pelo andar da carruagem, em 2050 ainda teremos sinal analógico. Brasil que não progride. Desliga essa merda de sinal logo. Em uma semana, todo mundo migra. O brasileiro deixa tudo para última hora.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top